O Coliseu
"Existirá até o Coliseu, existem Roma; quando o Coliseu cair, Roma cairá; mas quando Roma cai, o mundo vai cair bem"

Os Gladiadores
Os gladiadores (nome que deriva do gládio, uma pequena espada curta muito usada na luta) originaram-se do hábito das pessoas mais ricas de oferecer ao povo, às suas próprias custas, apresentações públicas por ocasião de circunstâncias particulares, por exemplo duelos enfim sangue entre escravos por ocasião do funeral de algum parente.

O primeiro show de gladiadores provavelmente ocorreu em 264 aC, em 105 aC. os jogos se tornaram públicos e aconteceram no fórum de César. Depois com a dinastia Flaviana, iniciada com o imperador Flávio Vespasiano, houve a construção do maior e mais famoso anfiteatro do mundo, o Coliseu.
No século 4, o imperador Constantino I, após abraçar a fé cristã, os proibiu, mas sua grande popularidade fez com que esses jogos continuassem mais ou menos ocasionalmente, apesar das repetidas proibições, especialmente em cidades distantes de Roma, onde acontecem os últimos shows de gladiadores ser comemorado no início da Idade Média.


Os gladiadores eram geralmente escravos, criminosos condenados à morte ou prisioneiros de guerra, todas as pessoas que no mundo romano não gozavam de quaisquer direitos e cujas vidas eram consideradas dispensáveis, enquanto os condenados e prisioneiros de guerra, particularmente ferozes por terem sobrevivido por anos de lutas e sofrendo, eles eram muito procurados.
Em alguns casos, imperadores particularmente cruéis mandavam homens à morte apenas por capricho: sabe-se que Cláudio ordenou que um oficial descesse à arena como ele estava (em toga), e que Calígula mandou todos os convidados de um prisão apenas porque não havia carne para os animais.

Os gladiadores começaram suas carreiras se submetendo (ou sendo vendidos) ao lanista. A atividade do lanista era oficialmente considerada uma das mais vil do mundo romano (mesmo abaixo dos mascates, atores e açougueiros); e ele tinha o direito de vida e morte sobre os gladiadores, que deviam fazer um juramento pelo qual se comprometiam à submissão total para serem aceitos na escola.
O gladiador jurou "suportar o chicote, a marca e a morte pela espada"; essas terríveis punições destinavam-se a abafar qualquer indício de rebelião e a condicionar as mentes dos combatentes para que se convencessem de que sua única esperança de salvação era suportar qualquer provação. A preparação durou anos, pois o público tinha se tornado muito exigente, e somente depois desse período o gladiador estava pronto para entrar na arena.
O treinamento aconteceu no chamado "Palestra", conectado ao Coliseu por um corredor subterrâneo.

As categorias de gladiadores eram: Reziari, Secutores, Mirmilloni, Traci, Dimachaeri e cada categoria tinha suas peculiaridades, em termos de equipamentos e tiros permitidos e suas vantagens e desvantagens. As lutas mais clássicas enfrentadas: os Reziari contra os Mirmilloni ou os Trácios contra os Secutores.
Competíamos então para encontrar sempre novas ideias, inspirando-nos em episódios mitológicos, ou à procura de situações grotescas, como a encenada do imperador Domiciano que, nos anos 90, fazia anões lutarem contra as mulheres.

"Além disso" o Coliseu:   Todos os bilhetes   |   Atrações em Itália   |   Atrações em Europa |

il-Colosseo.it S.r.l.
P. IVA: 14810651001
Todos os direitos reservados
Informações sobre o uso de cookies
Política de Privacidade