O Coliseu
"Existirá até o Coliseu, existem Roma; quando o Coliseu cair, Roma cairá; mas quando Roma cai, o mundo vai cair bem"

Atividades gratuitas em Roma
O Coliseu de graça
Os seguintes têm direito a entrada gratuita no Coliseu:
  • Todos os cidadãos com menos de 18 anos
  • Pessoas com deficiência e seus familiares ou acompanhantes pertencentes aos serviços sociais e de saúde
  • Guias turísticos da UE no exercício da sua atividade profissional
  • Intérpretes turísticos da UE no exercício da sua atividade profissional
  • Funcionários do Ministério do Patrimônio Cultural e Atividades
  • Membros do ICOM (Conselho Internacional de Museus)
  • Membros do ICCROM (Organização Internacional para a Conservação do Patrimônio Cultural)
  • Alunos das escolas do Instituto Central de Restauração, Opificio delle Pietre Dure, Escola de Restauração de Mosaicos
  • Jornalistas inscritos no registo nacional e jornalistas de qualquer outro país, no exercício das suas funções e mediante apresentação de documento comprovativo da actividade profissional exercida
  • Grupos de escolas públicas e privadas da UE, acompanhados pelos professores por reserva
  • professores e alunos das faculdades de arquitetura, conservação do patrimônio cultural, ciências da educação e cursos de literatura ou assuntos literários com endereço arqueológico ou histórico-artístico de universidades e academias de todos os países membros da UE. O ingresso é emitido aos estudantes, mostrando o certificado de matrícula para o ano acadêmico atual
    O ingresso grátis deve ser reservado online
    Por ocasião do #domenicalmuseo, o primeiro domingo do mês, o Coliseu, o Fórum Romano e o Monte Palatino terão entrada gratuita para todos.


    Passeios grátisPrimeiro domingo do mês: Museus GratuitosDomingo, 5 de Fevereiro de 2023, Roma
    O encontro com Domenica Al Museo está de volta e entrada gratuita em todos os museus e sítios arqueológicos do município de Roma.
    No próximo domingo, os seguintes museus terão entrada gratuita: os Museus Capitolinos
    Mercados de Trajano - Museu dos Fóruns Imperiais
    Museu Ara Pacis
    o Centrale Montemartini
    , o Museu de Roma - Palazzo Braschi
    o Museu de Roma em Trastevere
    a Galeria de Arte Moderna
    os museus de Villa Torlonia
    o Museu Cívico de Zoologia
    Museu de Escultura Antiga Giovanni Barracco
    o Museu Carlo Bilotti - Orangery Villa Borghese
    o Museu Napoleônico, o Museu Pietro Canonica em Villa Borghese
    o Museu da República Romana
    o Museu do Casal de "Pazzi
    o Museu das Muralhas e a Villa de Maxentius
    e nas áreas arqueológicas do Circo Máximo e nos Fóruns Imperiais


    Passeio a pé gratuito - Trastevere, Isola Tiberina e gueto judeu
    Para descobrir alguns bairros históricos da cidade, onde o tempo parece ter parado.
    Trastevere, antiga área de residência da população etrusca na margem direita do Tibre. Atravessando o rio, você parará na Ilha Tiberina antes de chegar ao Bairro Judeu, onde Roma ainda abriga a comunidade judaica mais antiga da diáspora. Passear pelas ruelas estreitas do distrito permitirá que você volte no tempo em que a área era considerada uma das mais pobres e insalubres da cidade, embora não sem evidências de um passado glorioso. Após o período de prisão, as subsequentes emancipações e perseguições, o distrito se tornou uma das áreas mais elegantes da capital, frequentada por turistas e romanos atraídos pelos inúmeros restaurantes que servem os pratos característicos da culinária judaica-romana. .


    Duração do passeio: 2 horas e 30 minutos.
    Reservas (A reserva é gratuita e serve apenas para reservar e ingressar no grupo. Quando o passeio terminar, você decide quanto pagar. )


    Exposição de Nicola Rotiroti: Baseado em uma história real
    De 19 de janeiro a 12 de fevereiro, KOU Gallery , Via della Barchetta, 13

    Serão expostas sete pinturas em grande escala, quatro coloridas e três em preto e branco, que relembram a constante iconografia do artista calabresa em busca de suas raízes e de um habitat que o imerja totalmente em sua memória afetiva. Com o seu habitual corte fotográfico que se aproxima e se afasta do motivo como o zoom de uma lente, e a sua habitual nitidez de detalhes, o pintor revela os elementos da junta, aquela feita de ramos mas também de memória e memórias. Com efeito, a profundidade das pinturas, a representação da sua tridimensionalidade levam-nos a pensar simultaneamente na profundidade mental do processo do autor. Mas em cada pintura, escondida entre as tramas de seu gesto artístico, há um vazio, uma parte que falta, talvez uma saída da compressão de sua linguagem, de si mesmo.
    Grátis



    Sem Palavras
    De 21 de janeiro a 9 de fevereiro, Arte Borgo Gallery , Borgo Vittorio, 25

    Os protagonistas da exposição são Nicolas Aguilar, Andreas Angleitner e Alexandra Kordas, três artistas hábeis em narrar emoções de forma visual.Nicolas Aguilar convida o espectador a perder-se no labirinto da sua própria memória, fazendo imagens, sensações e até cheiros de um passado não muito distante para serem reencontrados. Andreas Angleitner gosta de experimentar cores e materiais, resultando em obras de arte multicamadas em telas e substratos de calcário. Alexandra Kordas é uma arte que vem do fundo da alma e por isso extremamente espontânea, livre de construções. Nesta exposição expõe uma série de fotografias com uma estética fascinante, tiradas com o objetivo de deixar uma marca na alma e no olhar de quem as observa.
    Horário : das 11h00 às 19h00 (terça a sábado)
    Grátis

    Exposição fotográfica Viajando
    De 28 de janeiro a 12 de fevereiro , ArtSharing lab&gallery , Via Giulio Tarra, 64

    A exposição explora literalmente todos os canais de comunicação através de uma utilização a 360 graus e com todos os sentidos: pela primeira vez serão expostas em simultâneo as fotografias de Giovanni Scafoglio e Mirko Viglino, duas colecções ligadas a dois livros fotográficos e (hiper)textuais , nascido dos acontecimentos biográficos dos dois autores. Para Giovanni Scafoglio é o diário de viagem de uma viagem que durou mais de duas décadas pela América Latina, África, velha Europa e Oriente Médio, em busca do elo entre Deus e o homem. Para Mirko Viglino é uma viagem física e virtual pelo céu, principalmente em busca de si mesmo como pai. Um mapa em movimento para uma estrela, desenhado junto com sua filha. Para ambos, a fotografia é na verdade a ferramenta da viagem por si mesmos e na dimensão metafísica, para contar as emoções que se escondem por trás do disparo, para tornar o intangível.
    Horários : Das 17h00 às 20h00 (terça a sábado)
    Grátis

    Contos de pedra
    Domingo, 5 de fevereiro , Museo dell’Ara Pacis , Lungotevere in Augusta

    O Ara Pacis é o monumento simbólico que marcou o início do Império Romano, dedicado pelo Senado de Roma ao primeiro imperador, Gaius Julius Caesar Octavian Augustus. Cada imagem, figura, animal ou planta esculpida conta-nos uma história mítica e fantástica. Venha conhecer este monumento único e grandioso através de histórias de pedra que o vão deixar sem fôlego!
    Horários : 11h00
    Grátis

    O século XIX na Villa Farnesina
    De 12 de janeiro a 25 de fevereiro , Accademia Nazionale dei Lincei , Via della Lungara, 10 /23

    A exposição pretende evidenciar os aspetos comuns de duas personagens, o Duque de Ripalda e o Conde Primoli, ambos “estrangeiros” numa cidade que não conheciam. O itinerário expositivo acompanhará o visitante na descoberta destas duas figuras a partir do seu encontro: ao contar a sua história, será destacada a sua relação com a cidade em mudança e as fotografias tiradas pelo Conde Primoli nos últimos anos do século XIX tornar-se-ão o fil rouge que o guiará nas várias etapas da jornada. Cada palco também destacará, com painéis identificáveis gráfica e cromaticamente, o aspecto oitocentista da sala da Villa Farnesina na qual o visitante está localizado. A última seção da exposição no primeiro andar contará a história da cidade em torno de Villa Farnesina, com foco no Palazzo Farnese, Palazzo Corsini e os acontecimentos das Muralhas Aurelianas no século XIX, em particular no chamado trecho da Farnesina, visível hoje no interior do jardim da Villa que constitui um dos poucos vestígios das muralhas ainda preservadas na margem direita do Tibre.
    Horários : das 9h00 às 14h00 (de segunda a sábado)
    das 9h00 às 17h00 (segundo domingo do mês)
    para informações sobre ingressos site oficial

    ESTÉFANO LAZZARI. Dentro das paredes
    Até 26 de fevereiro, Museo delle Mura , Via di porta san Sebastiano, 18

    A exposição pretende ser uma homenagem ao extraordinário sítio arqueológico de Porta Appia, ou San Sebastiano, um dos espaços mais evocativos de Roma e um museu natural em si, mas também o cenário perfeito para diálogos contemporâneos. Lazzari criou duas séries de pinturas, oito tondos e um políptico de quatorze elementos, em todos os casos têmpera sobre madeira, que reproduzem vislumbres inusitados do museu, como faria um turista curioso, atraído por mínimos detalhes que, extrapolados, manipulados e ampliados , pode se tornar material instagramável ou uma sequência pictórica inesperada com sabor pop.
    Horários : Das 11h00 às 16h00 (de terça a domingo)
    Grátis

    Sonhos saindo da gaveta, exposição de Enrico Benaglia
    De 3 a 18 de fevereiro, Galleria d'Arte Contemporanea Edarcom Europa , Via Macedonia, 12

    Pintor, escultor, gravador, cenógrafo, é um artista versátil que embelezou o panorama artístico italiano e internacional com uma figura única e extremamente reconhecível. As telas de Enrico Benaglia são povoadas por figuras misteriosas retratadas de forma graciosa, aparentemente aleatória, ora dançando, ora sonhadora. Em exposição cerca de quarenta obras entre pinturas a óleo, pastéis e esculturas em bronze do acervo da galeria. E no salão gráfico também será possível descobrir as belas litografias, serigrafias e águas-fortes do importante artista romano.
    Horário : 10:30-13:00 e 15:30-19:30 (segunda a sábado)
    Grátis

    Apocrypha, o segredo do sagrado na arte contemporânea
    Até 28 de fevereiro, MLAC , Piazzale Aldo Moro, 5

    A exposição pretende apresentar exemplos de referências oblíquas, citações desfiguradas, vestígios residuais do sagrado, ainda ativos na arte contemporânea italiana. Estarão expostas obras de grandes artistas, capazes de abordar a questão do sagrado não como um cânone confessional tranquilizador ou código identitário, mas como um fragmento, um resquício, uma perda, talvez ainda como corte e abertura para um sentido secreto.
    Horários : Das 15h00 às 19h00
    Grátis

    Cláudia Lima, Fragmetos de Arte Pura
    De 1º de fevereiro a 3 de março, Ambasciata del Brasile , Piazza Navona, 14/18

    A exposição apresenta oito obras inéditas feitas com materiais orgânicos sobre madeira, fruto da pesquisa do artista ao nível das texturas e geografias do seu universo artístico. A arte de Cláudia Lima vem de influência vangoghiana e matissiana, passa pelos modernistas e pela pop art e assume a sua originalidade no mundo contemporâneo. Em suas obras, o fio do tempo criado por sua trajetória se mistura ao fio material, em tramas que refletem e questionam a complexidade da comunicação humana na contemporaneidade. Os Fragmentos da Arte Pura são, portanto, evidências visuais e físicas da intensa dedicação do artista à vida e ao mundo.
    Horário : das 9h00 às 21h00 (segunda a quinta)
    das 9h00 às 17h00 ( sexta )
    Grátis

  • Além do Coliseu


    il-Colosseo.it S.r.l.
    P. IVA: 14810651001
    Todos os direitos reservados
    Informações sobre o uso de cookies
    Política de Privacidade